Oráculo


P
ergunta

-----Mensagem original-----
De: Pedro Bessa [mailto:pedbessa@uol.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 15 de agosto de 2002 21:23
Para: Hindemburg
Assunto: eleição

Melão,
os brasileiros superinteligentes e supercultos votam em quem?



Resposta


Olá, Pedro.

Tudo bem?

Você está fazendo a pergunta para a pessoa errada. Eu não tenho essas qualidades e também não entendo nada de política. Eu apenas gosto de dar palpites sobre esses assuntos.
Acho que se as pessoas que não cultivam o hábito de pensar votam em quem a mídia manda, provavelmente as que pensam votam nos outros candidatos, especialmente naqueles com os quais se identificam melhor.
Se sua pergunta fosse “em quem eu pretendo votar”, provavelmente eu não lhe responderia mesmo que eu soubesse. :-) Eu não me identifico com nenhum. Minha mãe, minha tia vão votar na mesma pessoa, que é também a que me parece mais razoável. A Juçana também disse que gosta desse tal candidato.
Eu acho que a partir do momento que um candidato começa a fazer sucesso entre os eleitores, as empresas se aproximam dele e fazem ofertas. Se ele recusa essas ofertas, fica mais difícil para ele continuar crescendo, porque sem dinheiro não se faz campanha. E se ele aceitar as ofertas, ficará devendo alguma coisa a alguém, e esse alguém não é o povo.
Uma eleição se ganha com publicidade, e boa publicidade se faz com muito dinheiro. Eu comentei uma propaganda que você me enviou outro dia e propus um método alternativo para seleção de governantes. O texto está aqui.

Um abraço!
Piu

 

 
.:: Sigma Society ::.
  Topo
Todos os direitos reservados